Proposta

Slider

A ESCOLA SEI – Sistema Educacional Interacionista – fundamenta a sua proposta pedagógica na LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Lei 9.394/96, nos artigos 6º e 205 da Constituição Brasileira, nos artigos 4° e 53 do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA – Lei Federal nº 8.069, de 13 de julho de 1990, nas disposições contidas nos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs, na Resolução 194 do Conselho Municipal de Educação do Município de Goiânia e na filosofia sócio-interacionista de Vygostky qual privilegia a aprendizagem e o desenvolvimento do aluno baseado na interação com o outro, partindo do conhecimento prévio de cada um, na medida em que o trabalho em grupo faz parte da proposta pedagógica e o professor tem o papel de orientador da aprendizagem, pois assume o papel de mediador na relação aluno e objeto do conhecimento.

Assim, o papel da escola sócio-interacionista no processo de desenvolvimento do aluno, destaca-se na medida em que adota duas fontes de conhecimento fundamentais e indissociáveis que compõem a filosofia da escola: a primeira refere-se aos conceitos cotidianos, construídos a partir da observação, da manipulação e da vivência direta da criança; a segunda é aquela elaborada na sala de aula que são os conceitos científicos relacionados a eventos não diretamente acessíveis à observação ou ação imediata da criança, os quais são sistematizados e adquiridos nas interações escolarizadas.

A visão da ESCOLA SEI quanto ao aprendizado é a de que ele só acontece quando o conteúdo tem significado para o aluno. O significado só é gerado na medida em que o educando consegue articular as novas informações aos conhecimentos já construídos e, para que isso aconteça, a motivação é fundamental.

Portanto, a proposta da escola é a de buscar formas que possibilitem conhecimentos mais significativos – partindo do contexto do aluno – pois só assim possibilitará motivação para o aprendizado. A aprendizagem é uma experiência pessoal que acontece através da mediação do professor, dos colegas, do material de apoio, ou seja, acontece na relação com o “outro” e só será significativa quando o que está sendo estudado se transformar em experiência pessoal do aluno.

Desta forma, a ESCOLA SEI, tem como princípio o fato de que a família e a escola se completam, pois ambas estão preocupadas em possibilitar o desenvolvimento e aprendizado do aluno, diferenciando na metodologia e na sistematização dos conteúdos, que na escola é trabalhado de um modo formal e na família informal.

Fonte:

Gonzáles, F. L. R.(2003). Sujeito e subjetividade. São Paulo: Pioneira Thomson Learning.

Rosa, J. L. (2004). Psicologia e educação: o significado do aprender. Porto Alegre: Edipucrs. 

Parolin, I. (julho-2008).Atividades e experiências. Trabalho em equipe: A importância das relações na escola.
Revista Brasileira Positivo,  Ano 9-nº3 A.

PROPOSTA PEDAGÓGICA